Reforma Melhora Segurança em Interlagos

Dia 7 de novembro acontece em Interlagos aquela que será a penúltima entre as corridas desta temporada, data esta que certamente está sendo já aguardada com expectativa por todos os amantes do automobilismo que esperam na ocasião mais uma oportunidade de assistirem a um grande espetáculo como sempre acontece nesse tipo de competição.

Circuito

É sempre com a intenção de aprimorar a segurança não só dos pilotos que participam destas corridas, mas também do público que assiste que estão ultimando reformas no circuito.

Responsabilidade Pelas Obras

As obras que estão se processando no circuito de Interlagos está sob a responsabilidade do engenheiro Luiz Ernesto Morales sendo que as novidades de importância para a prova que vão se realizar é em número de três: para começar teremos ali a construção de softwal; em segundo lugar a colocação de tinta antiderrapante que foi exigida e ainda a colocação de grama sintética em pontos que são considerados estratégicos.

Softwal

Este é um muro de proteção que em Interlagos deverá ser construído na Subida do Café, este tipo de muro há muito já vem sendo utilizado pelos americanos em circuitos ovais.

Segurança

Nesse trecho da Subida do Café já existe um muro de concreto e é paralela a este muro que será colocada a barreira de proteção, sendo que esta é feita de tubos de aço galvanizado.

Tinta Antiderrapante

Já no que se trata da colocação da tinta antiderrapante visa atender uma exigência feita pela Federação Internacional do Automobilismo, que está sempre buscando aprimorar com medidas em prol da segurança e segundo as exigências, esta tinta deverá ser aplicada nas faixas brancas que ficam as margens de todo o circuito.

Faixas

A medida é para que o nível de aderência seja o mesmo tanto nas faixas quanto nas pistas. Na verdade todas essas medidas têm por fim fazer com que a segurança seja a maior possível e com isso evitar possíveis acidentes ou minimizar os efeitos quando estes acontecem.

Grama Sintética

A grama sintética, importada da Bélgica onde foi desenvolvida será colocada com o objetivo de oferecer mais resistência ao atrito durante as corridas e deverá ser colocada atrás das zebras onde se pretende com isso evitar possíveis desníveis com a grama já existente no entorno do circuito.

Outras Obras

Estas três obras citadas são as de maior importância, mas além destas o engenheiro Luiz Ernesto Morales é responsável também por várias outras obras menores que deverão ser feitas no circuito antes da data da prova como é o caso de manutenção nas defensas metálicas, nas barreiras de pneus, nos alambrados, renovação de zebras em cinco curvas, deverá ser pavimentada a área de escape da curva que fica depois da descida do lago e por fim três pontos do asfalto no S do Sena deverão ser restaurados.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Nacional

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *