Bicicletas Antigas

Você sabia que a primeira versão da bicicleta parecida com as que temos nos dias de hoje foi inventada na França? O feito foi de Pierre Michaux no ano de 1860, e cinco anos mais tarde abriu a primeira fábrica de bicicletas do mundo, cujo nome era Biciclos Michaux.

No Brasil, a invenção francesa demorou um pouco para chegar, entre 1850 e 1870, na cidade do Rio de Janeiro, que era a capital do Império, a novidade foi chegando.

Além das bicicletas que vinham pelas mãos dos colonizadores portugueses, algumas bicicletas chegavam até aqui na bagagem de imigrantes da Suíça, da Alemanha e da Itália, que iam para a região Sul do Brasil.

O primeiro velódromo, porém, construído no Brasil, foi na cidade de São Paulo, em 1896, que ficou sendo o primeiro da América do Sul.

Estilo E História Das Bicicletas Antigas

O amor pelas antiguidades está bem reforçado nos dias atuais e nessa onda, as bicicletas antigas também viraram artigo de desejo, mesmo quando não são bem antigas assim. São bicicletas novas, mas com design e cada detalhe daquelas antigas e fazem o maior sucesso.

O perfil de pessoas que gostam das bicicletas antigas é bem variado. Se consideramos uns 5 anos atrás era mais fácil definir a característica dessas pessoas, com mais de 40 anos, porém, no momento, é uma mistura que não dá para determinar exatamente.

Algumas pessoas buscam uma bicicleta antiga de uma determinada época e aí não vale ser uma nova com cara de antiga, tem que ser daquela época, mas tem outras, que querem mesmo que seja retrô e não importa de quando.

Com essa moda pelo o que é antigo e as bicicletas antigas em alta acompanhando a tendência, muitos eventos e grupos foram criados para celebrar esse amor pelas velhas bikes. Alguns são recorrentes, como o do primeiro domingo do mês em São Paulo. O ponto de encontro é na Estação da Luz e todos ficam de olho nas bicicletas antigas reformadas e o bate-papo gira em torno de “como você conseguiu”.

A Restauração Das Bicicletas Antigas

No Brasil, sempre em São Paulo, temos um especialista em restauração bicicletas antigas, Marcos José Perassollo. É considerado o melhor quando o assunto é recuperar as bicis velhas e está no ramo desde 1984.

E quem trabalha com restauração de bicicletas antigas diz que mais que um trabalho é uma paixão.  Para colocar essa paixão para fora, são necessárias ferramentas antigas para trabalhar com as peças de outra época. Um dos grandes desafios é conseguir fazer a reposição das peças.

Peças Raras Ou Peças Novas

Quem faz restauração de bicicleta antiga não contou com nenhuma escola para ajudar. Só mesmo com pesquisa e se interessando pelo assunto é que é possível desenvolver o trabalho. Como se diz por aí, tem que colocar a mão na massa e é errando que se aprende.

As peças podem acabar sendo o maior desafio. Segundo os restauradores é praticamente impossível achar peças para substituição no Brasil. O que os apaixonados por bicicletas antigas fazem é procurar manter uma rede de amigos com o mesmo interesse ativa e um ajuda o outro. É claro que essa rede se expande, graças a internet, pelo mundo e assim, as peças vão aparecendo.

É bem verdade que algumas peças antigas ainda são fabricadas, um restaurador da o exemplo de um aro 28 polegadas, por exemplo. A Pirelli no Brasil fabrica o pneu uma única vez a cada ano. Há quem faça com frequência peças antigas, como a Brooks, os clássicos selins ingleses.

A dica dos restauradores é nunca desprezar uma pequena bicicletária em cidades pequenas ou bairros afastados. Esse garimpo pode colocá-lo de frente para aquela peça que se está precisando.

O Valor Histórico De Uma Bicicleta Antiga

Todo mundo sabe que o antigo ganha muito valor, que pode superar e muito o novo. Afinal de contas o antigo é raro e o novo se compra em qualquer esquina. Porém, no caso das bicicletas antigas, o comércio não segue muito essa regra. Na hora de restaurar, por exemplo, quanto mais inteira ela estiver, menos se gastará e quanto. Ela ficará mais cara quando as peças forem difíceis de encontrar.

Agora quando se tem uma bicicleta antiga completamente reformada, como nova, aí sim, o valor dela vai nas alturas. Se for importada, mais cara ainda, e se for de competição, imagine que um colecionador pode pagar até 10 mil dólares por uma bicicleta da marca francesa Gazelle do ano de 1953.

A bicicleta antiga e isso influenciará no valor financeiro e histórico, pode precisar passar por três tipos de processos diferentes: reforma, recuperação e restauração.

Há quem em casa mesmo se aventure e reforme a bicicleta antiga. Algumas pessoas não preocupadas com o valor de antiguidade, trocam as peças originais por outras novas, quando o que importa é que ela possa ser usada normalmente.

Quando For Comprar Uma Bicicleta De Um Desconhecido

Tenha muito cuidado para não estar comprando uma bicicleta roubada, esse é o primeiro cuidado que é necessário ter nos dias atuais. Depois, se não quiser pagar muito mais do que poderia ter pago, não mostre-se muito empolgado com a compra.

Se terá que restaurar é bom tentar ver os problemas logo na compra, para não se surpreender com detalhes mais complexos depois do negócio feito.

Se essa bicicleta já não é uma revenda, então, exija documentação.

As Bicicletas Antigas Mais Queridas De Quem Coleciona

Entre as marcas de bicicletas com modelos antigas mais desejadas pelos colecionadores podemos destacar a Hercules da Inglaterra, entre outras. Da Suécia, a Hermes é uma das preferidas. Da Alemanha não só objeto de desejo, mas muito popular, a Goreck.

Da Itália duas marcas são muito amadas, a Bianchi e a Legnano, mas ambas tem fama de estragarem muito facilmente.

Para completar a lista de objetos de desejo dos colecionadores de bicicletas antigas, a Automoto e a Gazelle, ambas francesas e dos Estados Unidos, da Columbia e da Schwinn.

No Brasil, sem dúvidas, bicicletas que marcaram uma época foram alguns modelos da Caloi e outras da Monark, como por exemplo, a Caloi Fiorentina dos anos 50 e a Crescent dos anos 70, com as suas 5 ou 7 marchas.

Um dos meios de transporte mais utilizados em todo o mundo e também um dos mais antigos é a bicicleta. As cidades mais tranqüilas, geralmente localizadas mais no interior sempre contam com grane número de pessoas que as usam para sair, trabalhar, ir para a escola, entro outros. Apesar de modelos muito modernos existirem no mercado atualmente não podemos nos esquecer das primeiras bicicletas, as que deram origem a tudo isso que temos hoje. Confira a seguir algumas fotos de bicicletas antigas:

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Bicicleta

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • vcs nao tinha fotos melhores que essas!

    kamilla e cinthya 6 de Março de 2012 10:06
  • KAMILLA E CINTHYA PQ EM VEZ DE RECLAMAR VCS NÃO FAZEM MELHOR? VCS ESTÃO PAGANDO PRA PODER QUESTIONAR O TRABALHO DE QUEM TEVE A BOA VONTADE DE FAZER A MATÉRIA?

    BRADOCK 15 de dezembro de 2013 17:23
  • Por favor, gostaria de saber a procedência e marca e valor da bicicleta numero 15. Se é original ou reformada. Agradeço atenção Att Edegar.

    Edegar 16 de Janeiro de 2014 20:11

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *