Bateria de Moto

Os adeptos dos veículos de duas rodas devem ter atenção especial com a bateria, pois esse componente em motos tem menor capacidade de armazenamento de energia do que nos carros. Alguns cuidados simples no dia a dia podem aumentar a durabilidade dessa bateria prolongando seu tempo de vida útil.

Conhecendo a Vida Útil das Baterias

O tempo de duração médio de uma bateria de moto varia de acordo com o modelo da mesma, podendo variar entre 1 ano e 4 meses e 3 anos. Quando o piloto não estabelece uma rotina de cuidados com a sua moto pode sacrificar a bateria da moto bem antes do previsto. Um dos principais motivos para que as baterias de moto precisem ser substituídas antes de cumprir seu prazo de vida útil é a sobrecarga das mesmas com o uso intensivo de acessórios como lâmpadas e buzinas.

Dicas para que a Bateria de Moto Dure mais Tempo

Quer saber como fazer com que a bateria da sua moto dure mais tempo? Então confira as dicas que listamos abaixo.

– Conheça a bateria da sua moto

Para estimar o tempo de vida útil da bateria da sua moto é essencial saber qual é o seu tipo. As baterias que necessitam de água costumam ter vida útil médio de 1 ano e meio enquanto as baterias do tipo seladas tem período de uso entre dois e três anos.

– Bateria ativa

É essencial rodar pelo menos 5 km com a sua moto todos os dias, pois deixar o veículo muito tempo parado pode prejudicar o bom funcionamento da bateria. Períodos de 20 a 30 dias sem que a moto seja ligada podem fazer com que a bateria não funcione mais.

Em situações em que você não vá usar a moto por um período longo é importante evitar que a sua extremidade tenha contato direto com o chão, encoste a moto numa superfície de borracha ou madeira para que não ocorra a fuga de bateria.

Se o tempo que a moto ficará parada for superior a três semanas a dica é desligar os cabos e terminais da bateria. No momento de desconectar os cabos é necessário ter atenção para começar removendo primeiro o negativo e em seguida o positivo. A ordem para reconectar os cabos deve ser contrária.

– De olho na oxidação da bateria

O processo de oxidação pode tornar difícil a passagem da eletricidade ou gerar fuga da mesma. Observe de perto o estado da bateria para saber se ela está entrando nesse processo. A limpeza deve ser feita com os cabos desconectados e com um pano úmido com água quente. Tenha muita atenção para secar os fios antes de religa-los.

– Evite exagerar nos acessórios

Itens como lâmpadas, alarmes, buzinas entre outros podem ‘roubar’ carga da bateria da sua moto. É interessante que antes de fazer a instalação de qualquer acessório o você  confira detalhes a respeito da capacidade de carga extra da moto.

– Não fique pressionando o freio

Uma mania que alguns pilotos de moto tem é de manter o pé apoiado no freio de maneira que a luz do mesmo permanece acesa e com isso gasta bateria. Use o freio somente quando precisar parar ou diminuir a velocidade, lembre-se freio usado sem necessidade gasta a bateria da sua moto.

– Não insista se não pegar na primeira

Sabe quando a moto não pega na primeira? Nessas situações é necessário esperar pelo menos dez segundos antes de tentar a segunda vez. O principal erro que as pessoas cometem e que prejudica a bateria é insistir num período de dois a três segundos depois de não conseguir ligar de primeira.

– Atenção com as motos flex no inverno

Os meses mais frios do ano trazem dificuldades para a bateria da sua moto que demanda mais esforço para fazer o veículo dar a partida. No caso de motor flex é interessante que o piloto evite abastece somente com álcool porque esse combustível faz com que o esforço para ligar a moto tenha que ser maior.


Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Motos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *