Motos Trail

Hoje vamos descrever todo o processo para converter uma trail comum para moto de trilha, sem gastar muita grana e com todo o cuidado necessário. Para participar deste esporte, você pode adquirir um moto especial de enduro, que já vem toda adaptável ao seu tamanho, o caminho mais caro ou adquirir uma trail e personaliza-la.

Trail

Começando por Baixo:

O primeiro passo para quem pegou uma moto trail e quer fazer o esporte é arrancar todas as “tralhas” supérfluas que possas vir a quebrar e que não tenham necessidade nenhuma como retrovisores, piscas e conta giros. Se houver condição financeira, o ideal é substituir também tanque, laterais, banco e pára-lamas, para que em futuras quedas a moto fique com suas peças originais intactas, caso seja necessária refazer a montagem da moto. Outra dica muito importante e que pode trazer sérias conseqüências é a de não cortar o manete de freio, pois a bolinha do final da alavanca serve exatamente para que não machuque o piloto, o ideal é que se substitua essa peça por uma de plástico.
Para um melhor rendimento nas subidas, é importante o ajusto da relação secundária coroa x pinhão, devendo-se encurtar a mesma, utilizando um pinhão maior ou uma coroa menor ou ao contrário. O importante é encontrar o melhor desempenho de sua relação, recorrendo a testes ou então pedindo dicas aos trilheiros mais experientes.
O respiro deve ser regulado da maneira mais alta o possível, para que numa situação de contato com água de rios, esta não invada o motor, prejudicando o óleo. Outro fator importantíssimo é a escolha do “sapato” certo para a trilha, que são os pneus “cross”, que proporcionam melhor aderência e “gripe” necessário em subidas, sem eles não dá.
A regulagem da calibragem de pneus deve obedecer inicialmente a seguinte ordem: no barro mais baixo e no chão duro, mais cheio, para evitar deslizes em pedras, lembrando que números absolutos variam de acordo com o peso e altura do piloto.
Outra medida interessante é diminuir o peso da moto, promovendo a retirada dos aros normais por peças de alumínio, a retirada da bateria e da bomba de lubrificação nos motores dois tempos, fazendo a mistura diretamente no tanque, isso não parece importante no seco, mas em condições extremas e de desgaste, poucas gramas a menos fazem enorme diferença.

Pronta

No Caso da Moto Específica:

Por se tratar de uma moto para fim específico, alguns modelos vem sem odômetro, cabos e multiplicador na roda, como não vamos a utilizar na rua mas precisaremos de um medidor para saber a distância percorrida, é necessária a instalação destes dispositivos, bem como efetuar a regulagem da suspensão conforme a altura e peso do piloto.
Como é uma moto pronta para esse fim, ela já vem despojada de qualquer acessório existente em uma moto comum, só precisando ser feita a aferição e regulagem da carburação para os moldes de combustível que utilizamos.
No mais é isso aí, espero Ter ficado claro os preparativos para o esporte das motos especiais ou das trails.

Só Curtir

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>