Carros Com Injeção Direta de Combustível

A bomba de alta pressão é que alimenta o sistema de combustível de alta pressão, que é a tipologia no caso da injeção direta de combustível. Graças a esse sistema, a gasolina recomendada chega até a galeria de combustível. Quando o mesmo faz esse caminho, automaticamente se atomiza e mede a gasolina de alta pressão jogando no cilindro e resultando que chegue até a câmara de combustão a mistura ideal.

O motor deve gerar o torque e com o sistema de gerenciamento do sistema isso deve ser feito automaticamente. Explicações que podem parecer sem muito sentido para quem não compreende nada de automóveis, mas que servem para garantir que o motorista circule gastando o menor nível de combustível, assim como reduza, as emissões de gases poluentes.

Ao vender carros com injeção direta de combustível, são colocadas como vantagens para o consumidor, a redução de consumo de gasolina, em até 15%, o torque que pode chegar até 5% maior e o carro que dá respostas imediatas.

Injeção Direta de Combustível Usada Pelas Montadoras Para Reduzir o Motor

A opção de colocar injeção direta de combustível nos automóveis que estão saindo da fábrica tem como principal motivo, reduzir o tamanho do motor. A vantagem é que se consegue fazer isso, sem que o motor perca a potência. Porém, quando se foi pensando neste tipo de mecanismo, a redução do motor não era o objetivo, e sim, a diminuição de gases poluentes por parte dos automóveis. Porém, veremos logo a seguir, que para o objetivo que deveria ser o principal, a injeção direta de combustível não deu o resultado esperado.

Aliás, um estudo realizado por uma empresa alemã revelou que ao contrário do que se espera, ao invés de reduzir a poluição, a injeção direta de combustível joga no ar partículas cancerígenas. O número de partículas chega a ser mil vezes maior do que no caso dos motores a diesel ou convencionais.

Segundo os estudos que apontaram para o problema, quando o motor funciona com maior pressão nos cilindros, tende a gerar maior número de partículas e boa parte delas vai diretamente para o ar.

Por exemplo, no caso dos motores movidos a gasolina não existe um filtro para reter essas partículas, enquanto nos motores a diesel sim. Então, basta que se exija a colocação de filtro de partículas nos carros movido a gasolina para resolver parte do problema de emissão de gases poluentes. Ressaltando, que isso não mudaria o desempenho do carro.

Como Funciona a Injeção Direta

Enquanto nos motores comuns, o combustível precisa entrar na válvula de admissão, na injeção direta isso não é necessário, pois o injetor está localizado na parte interna da câmara de combustão. O que gera uma pressão maior e mais energia e o carro em consequência, fica mais potente.

Detalhes Sobre Injeção Direta de Combustível

A gasolina nesse tipo de motor, de injeção direta de combustível, faz menos volta, o que não acontece no motor de injeção indireta.

O que acontece é que uma série de ineficiências são criadas na queima de combustível durante a injeção indireta e isso faz com que no ciclo, o motor perca muita energia. A diferença se vê na hora de abastecer e no aumento da necessidade de gastos com a gasolina.

Nos carros com injeção direta de combustível, o período de espera não existe, como tem no motor comum e ele vai sem etapas para a câmera de combustão. O resultado é que quando o processo de queima de combustível acontece, ele é feito por completo e de forma uniforme. Para quem é totalmente leigo no assunto, isso, para o motorista, representa que ele terá um carro cujo o motor vai render melhor, terá mais potência e autonomia.

A injeção direta logo assim que foi desenvolvida representava passar por vários obstáculos até que realmente a sua realização fosse eficiente e boa, economicamente falando. Para que realmente valesse a pena produzir carros com esse tipo de injeção. Mas, graças aos avanços da tecnologia e com a pressão das autoridades no sentido de que os fabricantes tinham obrigação de procurar saídas para diminuir a poluição provocada pelos automóveis, se tornou possível executá-la. Aliás, a produção desse tipo de tecnologia é um dos principais focos dos fabricantes, visando também, a economia de combustível.

Injeção Direta de Combustível: Princípio Básicos

Todo o motor que é movido a gasolina tem uma espesse de sistema que suga a mistura de ar combustível do cilindro. Esse processo completo, passando pela compressão do pistão, gera a explosão e que empurra o pistão no sentido baixo e dá ao carro a potência.

No caso da injeção direta de combustível, o processo começa com uma pré mistura de ar combustível na parte de fora do cilindro, parte essa chamada de coletor de admissão. O que significa que gasolina e ar não são misturados previamente, o ar parte do coletor de admissão, enquanto a gasolina vai diretamente para o cilindro.

Vantagens e Desvantagens da Injeção Direta de Combustível

As vantagens são:

  • Graças a injeção direta do combustível é possível ter um controle mais exato da quantidade de gasolina que foi injetada.
  • O tempo de injeção também é reduzido.
  • Graças ao ponto onde fica o bico injetor é possível otimizar o esguicho, que faz uma espécie de conta-gotas, levando ao motor somente o combustível necessário. Isso significa maior potência para o motor.

As desvantagens:

  • Uma das grandes desvantagens do sistema de injeção direta de combustível é em relação ao custo e a sua complexidade.
  • Na hora de construir esse tipo de sistema o custo tem um valor muito mais alto do que o tradicional. Isso porque para montá-lo são necessários componentes mais robustos. Para que sejam capazes de segurar o combustível em uma alta pressão, o que não é necessário no tipo de injeção indireta.
  • A terceira e última desvantagem e a bem mais grave é em relação a poluição provocada por esse tipo de sistema, que seria muito maior do que se falava no início. Considerando que foi adotado como medida para reduzir a poluição de gases poluentes no ar, mas diante de uma pesquisa alemã se fala em maiores danos, existe um grande problema. Essa questão vem sendo discutida desde 2013, quando foi revelado o relatório dos alemãs.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dicas

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *