Defeitos em Carros com GNV

GNV – Gás Natural Veicular

Muitos proprietários de veículos têm optado pelo uso do kit de Gás Natural Veicular em seus carros para que possam economizar mais em combustível. A seguir vamos falar um pouco sobre as vantagens e desvantagens de optar por esse serviço e também sobre os principais defeitos que podem aparecer nesses carros.

Desvantagens do GNV

Uma das principais desvantagens de optar pelo GNV está na maior pressão que é exercida sobre o sistema o que aumenta as possibilidades de que apareçam pequenas trincas no cabeçote. Para evitar que isso aconteça no seu carro é importante manter o motor sempre regulado e seguir a risca as recomendações das empresas que trabalham com conversão.

Os cabos de vela também podem sofrer excessivamente devido ao desgaste a que estão submetidos. A vida útil dessa peça é de em média 3 mil km, mas pode ser reduzida pela metade. Você pode encontrar no mercado algumas velas que são fabricadas especialmente para os carros a gás.

As válvulas do carro podem acabar travando, isso acontece porque os cilindros trabalham com um combustível que é seco o que gera a falta de lubrificação do sistema. A dica para evitar essa situação é usar gasolina ou álcool por uns 5 km por dia todos os dias.

Por fim uma das desvantagens de usar o gás é que o motorista pode acabar se esquecendo da gasolina que acaba envelhecendo e perde as suas propriedades. Não precisa encher o tanque sempre que for ao posto, coloque apenas metade e assim vai garantir que a gasolina não fique acumulada.

Vantagens do GNV

Dentre as vantagens de usar o sistema GNV no seu carro está usar um combustível mais limpo que não irá deixar os bicos injetores cheios de resíduos. O óleo também tem a sua vida útil aumentada já que não contamina o lubrificante. O escapamento também sai ganhando com o aumento da sua vida útil já que não há acúmulo de água que vem do álcool ou da gasolina.

Defeitos em Carros Com GNV – Como Agir

Depois de decidir por instalar o kit GNV no seu carro é importante saber como agir num caso de algum defeito no seu carro. Confira abaixo algumas dicas de como proceder num possível defeito do seu carro:

Primeiros Procedimentos

Pressão no Manômetro

A primeira coisa a ser feita quando o seu carro com GNV apresenta um defeito é verificar a Pressão no Manômetro. O valor mínimo da pressão para que o seu carro funcione bem é de 5 a 10 bar.

Válvula(s) de Cilindro(s)

Se o problema não está na pressão do manômetro você deverá verificar as Válvula(s) de Cilindro(s). Quando as válvulas estavam fechadas e funcionando bem assim que são abertas fazem um barulho do alívio da pressão. Entretanto nos casos de vazamento pode ser que a válvula de corte em excesso fique travada e assim demore até um dia para que possa voltar a funcionar.

Válvula de Abastecimento

Em seguida você deverá verificar a Válvula de Abastecimento, quando essa válvula esá fechada não permite que o gás chegue ao redutor.

Filtro de Ar

Algo essencial para qualquer tipo de carro, é importante manter o filtro sempre limpo.

Vazamento(s)

O problema do carro com GNV pode ser causado por um ou mais vazamentos. Uma forma bem simples de fazer um teste para saber se esse é o caso é usando espuma de sabão nos locais em que você acha que tem vazamentos.

Procedimentos a Serem Feitos Com o Carro Desligado

Alguns procedimentos para verificar qual o problema com o carro devem ser feitos com o veículo desligado. Fique de olho no manômetro que indica quando a pressão está diminuindo. Você também deverá fechar a válvula de abastecimento, se perceber que a pressão está sendo reduzida pode ser que exista alguma vazamento do cilindro até a válvula de abastecimento.

Procedimentos a Serem Feitos Com o Carro Ligado

Dentre os procedimentos que devem ser feitos com o veículo ligado estão ligar o veículo com o outro combustível que pode ser gasolina ou álcool. Observe a manômetro, se perceber que a sua pressão está reduzindo é porque o sistema de gás está permitindo que o outro combustível passe junto com o gás.

Feche as válvulas de cilindros e se ainda assim o problema persistir é porque a válvula não está fechando a passagem de gás totalmente. Para realizar testes mais completos é essencial procurar por uma oficina mecânica.

Como Agir Quando o Carro Não Liga no Gás

Para saber qual é o problema com o seu carro e porque ele não liga no gás é importante realizar alguns procedimentos. Verifique a pressão do manômetro para saber se tem gás. Em seguida observe se a válvula de cilindro está aberta. Olhe também a válvula de abastecimento que pode estar aberta causando o problema.

Verifique se a chave comutadora está conectada e ligada, pode ser também que um fusível esteja queimado. Também pode ser que o variador de avanço não esteja funcionando. Observe se o sistema de injeção está com algum problema na sua injeção. A bateria também precisa ser verificada, pois pode estar com corrente mínima de 12V.

Como Agir Quando o Carro Tem Mau Funcionamento

Observe se a mistura do gás com o outro combustível (gasolina/álcool) está realmente sendo feita corretamente. Fique atento para se quando o carro está no gás o emulador de bicos não está agindo desligando os bicos, se isso acontecer procure uma oficina.

No caso de o carro estar na gasolina ou álcool pode ser que a eletro-válvula do redutor esteja deixando que o gás passe. Outra possibilidade para o problema é que o gás esteja se misturando muito com o ar, para isso verifique o estado do filtro de ar e como está a sua admissão de ar.

Também existe a possibilidade que o gás esteja perdendo ar ou mesmo com a sua entrada errada, para saber se é isso verifique o filtro de ar e a sua admissão de ar. O mesclador de gás pode estar colocado de forma incorreta para saber se é esse o problema procure uma oficina.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Curiosidades

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • Tenho um carro a gnv, rodo sempre com o gás, faz mais de dois anos que possuo ele e nunca trincou cabeçote e nem apresentou falhas, pois gasolina e etanol não são lubrificantes e sim combustíveis,fazendo um simples teste,molhando as pontas dos dedos na gasolina ao evaporar não vai ficar com os dedos lisos e sim resseco,e em questão de cabos de velas e velas, ja passei dos 10000 km rodados e continuam o mesmo,tudo uma farça para prejudicar o gnv que não da muito lucro aos donos de postos…

    saniel 13 de Março de 2015 12:51

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *